This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

Relatório IG

Home/Relatorios 3-2016/Relatório IG

Relatório IG

Faça o download 

1. Introdução

Este documento consiste no relato do monitoramento de notícias do veículo Internet Group (IG), que é um provedor de acesso à Internet brasileiro de banda larga e de acesso discado à Internet adquirido em 2004, sendo o quinto portal mais acessado do Brasil e abriga sites importantes como o de notícias, Último Segundo e também iG Esportes, iG Gente, TV iG, iG Economia e o Delas. Foram coletadas amostras de outubro a dezembro de 2016, por meio de categorias desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa “Mídiamigra- Observatório de Migração e Comunicação Intercultural”. Foi feita uma pré-seleção com o auxílio das notícias veiculadas no período estabelecido desses três meses, tendo sido excluídas todas as matérias que não possuíam relação com o objetivo da pesquisa.

2. Análise qualitativa de dados

A classificação das respectivas matérias é realizada a partir dos parâmetros: análise temática de categoria, valor notícia, apresentação da (o) personagem, existência de dados, se a matéria apresenta possíveis soluções, observações de posicionamento, teor das notícias, qual olhar, migração no Brasil, visão sobre migrante e visão inclusiva.

É possível identificar que o veículo IG apresenta notícias referentes a questões políticas e em torno da vivência dos imigrantes no país. É fácil perceber que essas matérias demonstram a situação cotidiana e as questões abordadas para com o estrangeiro no país, como o preconceito, criminalização, direito e trabalho.

A notícia “Justiça suspende deportação de imigrantes venezuelanos em Roraima”, publicada em 12 de dezembro de 2016, demonstra que após a determinação da saída dos estrangeiros venezuelanos pela Polícia Federal, a Justiça Federal em Roraima suspendeu por meio de liminar a deportação desses 450 estrangeiros. A matéria apresenta a categoria “Diversidade”, e possui duas fontes primárias oficiais, o presidente do Conselho Nacional de Imigração (CNIG), Paulo Sérgio de Almeida, e a defensora pública Roberta Alvin. Possui uma secundária oficiosa, a Polícia Federal. Fornece dados específicos acerca da quantidade de venezuelanos que tiveram a deportação suspensa, 450 aproximadamente.

A notícia “Roraima deporta 450 venezuelanos em situação irregular no Brasil”, publicada no dia 9 de dezembro de 2016, enfatiza que o grande fluxo de venezuelanos em Roraima levou o governo do Estado a decretar situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional nos municípios de Pacaraima e Boa Vista. A região faz fronteira com a Venezuela, que vive uma forte crise política e econômica e gerou o êxodo de cerca de 30 mil venezuelanos para o Brasil nos últimos dois anos. Possui categoria em relação à “Diversidade”, e apresenta dados fornecidos com o intuito de informar a quantidade de venezuelanos que migraram para Roraima (30 mil) e os que receberam o decreto de deportação por situação irregular no país (450). Também fornecem dados para com as internações desses estrangeiros nos hospitais, que aumentou de 324 em 2014 para 1.240 no ano de 2016, o que representa um aumento de 382,71%. Os atendimentos médicos em venezuelanos já atingem o percentual de 60,25% do total de atendimentos a estrangeiros. Apresentou quatro fontes ao todo.

De acordo com a notícia “Fluxo de venezuelanos leva governo de Roraima a decretar estado de emergência”, publicada no dia 8 de dezembro de 2016, o fluxo de imigrantes aumentou consideravelmente, muitos venezuelanos se instalaram nas ruas e nos poucos abrigos das principais cidades de Roraima, em busca de alimento e fonte de renda para sobreviver. A situação se agravou e sobrecarregou os serviços de saúde do estado.

A matéria apresenta duas fontes, uma oficial, que seria o presidente do Conselho Nacional de Imigração (CNIG), Paulo Sérgio de Almeida, e uma oficiosa, o Pronto Atendimento do Hospital Geral de Roraima (HGR). Fornecem dados para com as internações desses estrangeiros nos hospitais, que aumentou de 324 em 2014 para 1.240 no ano de 2016, o que representa um aumento de 382,71%. Os atendimentos médicos em venezuelanos já atingem o percentual de 60,25% do total de atendimentos a estrangeiros.

A notícia “Nova proposta de Lei da Migração prevê ingresso de imigrantes a cargos públicos”, publicada no dia 7 de dezembro de 2016, afirma que deputados aprovaram uma nova Lei da Migração que define parâmetros mais flexíveis para a entrada e permanência de estrangeiros no Brasil. Ela apresenta apenas uma fonte de caráter oficial, Isabel Marquez, representante do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur). Não apresenta nenhum dado acerca do assunto.

A notícia “Falso médico em ambulância é preso em flagrante após morte de mulher”, publicada no dia 21 de novembro de 2016, afirma que um boliviano, de 33 anos, foi preso em flagrante por exercício ilegal da medicina e falsa identidade em Santo André, no ABC. Apresenta três fontes oficiosas, seriam elas a Secretaria Estadual da Segurança Pública, o Santa Helena Saúde e o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp). Não foi apresentado nenhum dado acerca do assunto.

A notícia “Descobri o que era ser negra”: como africanos veem o preconceito no Brasil”, publicada no dia 20 de novembro de 2016, apresenta quatro personagens estrangeiros que transmitem a sua visão acerca do preconceito dentro do Brasil. Os personagens são: a africana de Guiné-Bissau Nádia Ferreira, de 37 anos, o estudante natural do Burundi, Egide Nishimirimana, de 27 anos, o músico congolês Ephata Tshiaba, de 31 anos, e o senegalês Papa Ba, de 28 anos. Não apresenta nenhum dado, e as fontes são os próprios personagens apresentados.

O IG produziu seis matérias sobre a migração para o Brasil durante o período de outubro a novembro de 2016. Desse material selecionado, quatro são categorizados como Diversidade, um como Criminalização e um como Preconceito. Em relação a categorias secundárias, nenhuma recebeu uma classificação.

Em relação ao gênero do repórter, nenhuma se manifestou, e a produção ficou por conta da agência de notícias nacional que assinou todas as matérias. O tipo de texto que predominou foi a notícia e a região predominante foi Norte com três matérias. Já o Sudeste e o Centro-Oeste foram contemplados com uma matéria cada.

3. Observações finais

Das seis notícias destacadas (100%), as “Justiça suspende deportação de imigrantes venezuelanos em Roraima”, “Roraima deporta 450 venezuelanos em situação irregular no Brasil”, “Fluxo de venezuelanos leva governo de Roraima a decretar estado de emergência” e “Nova proposta de Lei da Migração prevê ingresso de imigrantes a cargos públicos” se encontram na categoria de Diversidade (64%). A notícia “Falso médico em ambulância é preso em flagrante após morte de mulher” na categoria de Criminalização (16%) e “Descobri o que era ser negra”: Como africanos veem o preconceito no Brasil”, na categoria de Preconceito (16%).

Percebe-se através do material coletado pelo veículo IG, que o Brasil é um país que tem se preocupado com a estadia dos imigrantes dentro do seu território, algumas vezes de forma inclusiva e outras não. Por exemplo, diante das matérias apresentadas que demonstravam o excesso de venezuelano em Roraima, o governo decretou que o fluxo migratório estava aumentando e a dificuldade seria cada vez maior para recebê-los.

Diante dessa matéria, é possível ver também que na região Norte, os estrangeiros têm migrado por conta da falta de trabalho e crise nos seus países de origem, e veem no Brasil a representação de uma nação de acolhimento e trabalho disponível. De todo modo, a mudança na Lei de Imigração no Senado propondo novas alternativas aos imigrantes demonstra uma verdadeira preocupação do país para com essas pessoas, e até uma aceitação inclusiva dos mesmos.

Com a deportação decretada dos 450 venezuelanos, o país realmente não aceita a irregularidade no seu território, mas, faz questão de revisar cada caso, pois entende que dentro desses migrantes se encontram muitos em situação de refugiados e por isso devem ser revisados. O preconceito também está bastante presente no país, e os imigrantes vindos da África dizem isso de forma clara e objetiva. Apesar de ser considerado no exterior como um país de várias culturas e diversidade, o preconceito aqui é velado, mas muito presente.

De todas as matérias, apenas uma foi relacionada com Criminalização, o médico boliviano que exercia o seu cargo profissional de forma irregular. O veículo demonstra que o país está cada vez mais se preocupando com os estrangeiros, que vem com intuito de fugir da sua realidade, encontrar trabalho e achar aqui o que é necessário para uma vida melhor.

 

Yasmin Cruz de Godoy

By | 2017-05-14T22:11:06+00:00 maio 14th, 2017|Relatorios 3-2016|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment