This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

Relatório EBC

Home/Relatórios/Relatório EBC

Relatório EBC

Relatório

 

 

  1. Apresentação

 

Este relatório foi elaborado a partir da análise de notícias do veículo de comunicação EBC (Empresa Brasil de Comunicação), instituição pública brasileira, criada em 2007 para fortalecer o sistema público de comunicação. É gestora dos canais TV Brasil, TV Brasil Internacional, Agência Brasil, Radioagência Nacional e do sistema público de rádio – composto por oito emissoras. Estes, por sua independência editorial, distinguem-se dos canais estatais ou governamentais. Os veículos da EBC tem autonomia para definir produção, programação e distribuição de conteúdos.

Foram coletadas amostras de janeiro a maio de 2016. Por meio de categorias desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa “MIDIAMIGRA- Observatório de Migração e Comunicação Intercultural”, foi feita uma pré-seleção com o auxílio das notícias veiculadas no período estabelecido pelo site (http://www.ebc.com.br/). E foram classificadas com as seguintes categorias: Diversidade (Manifestações e expressões culturais estão dentro desse universo. Cultura: música, gastronomia, eventos artísticos) Criminalização (matérias que relatem crimes cometidos por e com migrantes ou refugiados; matérias que relacionem migração e tráfico de pessoas) O Migrante Ideal (notícias que apresentem enquadramento positivo sobre atuação de migrantes na sociedade brasileira). Preconceito/ Xenofobia (notícias sobre violências/agressões cometidas a migrantes/refugiados; preconceito expresso por brasileiros a estrangeiros) e Trabalho (mão de obra sem regularização e trabalhadores autônomos). Dentre essas categorias a EBC apresentou uma matérias inserida na seguinte categoria: (1) O Migrante Ideal, ficando outra matéria não classificadas por não se encaixar nesses conceitos.

 

 

  1. Análise quantitativa dos dados

 

Durante o período estabelecido, do mês de janeiro até maio do ano de 2016, na primeira amostra de notícias do veículo, com as palavras-chaves pré-estabelecidas, foi possível captar 22 matérias. Num segundo momento, após a leitura do material coletado, foram selecionadas para análise duas (2) páginas de matérias escritas. Vale ressaltar que foram excluídas (17) matérias por conter assuntos restritos sobre migração internacional ou assuntos de outra ordem que não lidavam diretamente com o objetivo da pesquisa que é a ‘produção feita pela mídia sobre migração contemporânea para o Brasil’. Entre as duas matérias restantes, uma foi produzida na região Sul do país e outra não foi definida sua produção. Ambas foram coberturas realizadas feitas pelo próprio veículo.

Em relação às fontes apresentadas, o veículo utilizou no total, (1) fonte oficial, (3) especialistas e (5) personagens, resultando na porcentagem de 11,11% de fontes oficiais, 33,33% de especialistas e 55,56% de personagens. Sendo o único país de cobertura o Brasil. Em nenhuma das matérias foi possível identificar o gênero da/do repórter, as duas estão assinadas como (Portal EBC e TVBrasil). Apenas a matéria “Imigração italiana foi tema do Caminhos da Reportagem”, foi classificada de acordo com as categorias delimitadas no monitoramento, que foi “O Migrante Ideal”, a outra não foi categorizada pois não continham elementos suficientes para análise.

 

  1. Análise qualitativa dos dados

 

A única matéria em que de fato a temática foi pautada, produzida e apurada pelo veículo foi a “Imigração italiana foi tema do Caminhos da Reportagem”, publicada dia 13 de fevereiro de 2016,  apresentada como um especial para o Caminhos da Reportagem, um programa semanal da TV Brasil, apresentado todas as quintas-feiras.  A reportagem fala sobre a imigração italiana para o Brasil. O teor da discussão girou em torno da dificuldade da vinda desses imigrantes, pois era um momento de início do capitalismo na Itália e muitas pessoas saíram pela dificuldade financeira vislumbrando uma terra próspera. A reportagem reforça como esse fator faz parte da história brasileira, por muitos italianos povoarem não só o sul do país, mas também a região sudeste, e como essa cultura é disseminada e admirada no Brasil.  Os personagens são filhos e netos da geração que aqui chegou e durante suas falas arquivos foram retratados, como fotos e documentos. A reportagem trouxe dois especialistas que explicaram que o processo de adaptação desses migrantes não foi custoso, um historiador relatou que o fato de serem brancos, católicos e que vinham com a família completa, foi fundamental para a aceitação desse povo no Brasil. Outra especialista fala que o fator que os moveram para o país foi o “sonho de se tornarem proprietários’ de terras ou empreendedores, já que na Itália isso não seria mais possível pela situação financeira da época.

É possível identificar um posicionamento muito claro de toda produção da reportagem, que apesar de conter relatos históricos, é romanceada com posicionamentos precisos, colocando a importância desses migrantes para o desenvolvimento do sul do país e um posicionamento agregador para o desenvolvimento do Brasil, fazendo assim, categorizarmos a publicação como “O Migrante Ideal”. A reportagem não coloca contrapontos e não desperta grandes reflexões. Ela entrega todos os relatos e a história de uma maneira pronta. Promove certa problematização somente quando os especialistas a colocam.

A outra matéria da análise foi a “Olimpíada do Rio de Janeiro contará com equipe de refugiados”, publicada no dia 04 de março de 2016. Com caráter informativo, o texto noticia a aprovação pelo Comité Olímpico Internacional (COI) a criação de uma equipe de atletas refugiados para competir nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016. Foram identificados 43 esportistas de diferentes modalidades que competirão como ‘refugiados’. A notícia como conteúdo é de teor inclusivo e foi retratada por diversos veículos de comunicação por se tratar de um acontecimento novo, que nunca em edições anteriores tinha acontecido, a matéria em si não possui posicionamento nem nuances distintas por ser exclusivamente noticiosa. Não foi possível classifica-la nas categorias descritas no método (Diversidade, Criminalização, O Migrante Ideal e Preconceito/ Xenofobia) pois não continham elementos suficientes para análise.

 

 

 

  1. Observações finais

 

Foi possível analisar que a EBC durante quatro meses produziu muito pouco acerca do tema migrações no e para o Brasil, comparado à quantidade de notícias publicadas diariamente no site do veículo. Em geral,  ao selecionarmos conteúdos com o assunto ‘migrações ou refugiados’ por exemplo, identificamos um número baixo de publicações. Foi possível analisar que o volume de notícias sobre migrações internacionais era muito maior do que nacionais e mesmo assim, em ambos aspectos, era um número baixo de matérias para um veículo como a EBC.

O único material produzido por eles foi voltado para imigração histórica italiana. O único aprofundamento feito pelo veículo teve um olhar positivo de como foi que esses imigrantes enriqueceram a cultura do país e trouxeram benefícios para cultura, economia e desenvolvimento, o que categorizamos como uma reportagem de ‘O Migrante Ideal’, categoria essa que reforça o contexto histórico do Brasil em que francamente se assumia uma política seletiva tendo o migrante branco europeu como desejável, deixando assim negros e asiáticos numa categoria de ‘indesejáveis’.

Nesse contexto é possível analisar um imaginário que ainda é enraizado em noções eurocêntricas como reforço de uma ideia histórica de prosperidade, de empreendedorismo e ainda de uma cultura admirável, no qual somente essa visão é pautada na reportagem. Importante ressaltar a preocupação da matéria em detalhar a tradição familiar desses imigrantes, relatando suas origens maternas, paternas, avós, as histórias e lembranças como se fosse uma tentativa de mostrar um passado nobre, que realça valores subjetivos, de coragem e admiração.  Pode-se avaliar assim, que essa matéria reforça uma produção de valores que esses imigrantes trouxeram para o Brasil, dando aspectos positivos e se destacando dentro dos demais tipos de imigrações.

 

 

 

 

 

By | 2016-12-22T10:14:48+00:00 dezembro 22nd, 2016|Relatórios|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment